Qual é o seu sonho hoje? Ou sua desculpa do dia?

Sou Luciana Gallert, fui convidada a mandar alguns textos meus para o Blog da Rua do Comércio Ijuí, já que gostam muito dos mesmos no meu face. As coisas que escrevo são de contexto pessoal: viagens de kombi e meu dia-a-dia como mãe especial.

Qual é o seu sonho hoje? Ou sua desculpa do dia?
Bom nosso sonho envolvia uma kombi e nela seria extravasada nossa vontade de conhecer novos lugares, uma vontade de ser livre, feliz. Mas o motivo principal acabou sendo que essa kombi se tornasse também a liberdade de nosso filho especial. Colocamos nela tudo que precisávamos: nela adaptamos um lugar que prende a cadeira de rodas e o Vini vai seguro na viagem. Uma cama dentro da Kombi e uma mini caminha móvel pois ele não consegue ficar mais de meia hora sentado. Culpa da escoliose. A cozinha para sempre ter a mão a comidinha dele, que é diferente da nossa. Colocamos nossa essência. Nossa identidade. E já foram muitos passeios. Muitas viagens. Muitos amigos verdadeiros que fizemos assim, sem querer. Mas a alegria dele, nesses momentos, não tem preço. Se ele precisa muito conviver com as restrições, que a gente consiga que ele seja o mais completo possível em suas permissões. Ah! Tempero final, muito amor!!!!!

Sabem quando saímos em dia de chuva, e quando começa a pingar percebemos que esquecemos o guarda-chuva? Não adianta pensar em porquê esquecemos. Está feito. Vamos nos molhar…. Nunca perguntei o porque de ter tido um filho especial. Por quê nasceu antes? Por quê teve a parada? Por quê resultou na paralisia? Por que Deus permitiu que isso acontecesse? Algumas pessoas podem achar que é um meio de fuga. Eu não acho. Acho que é fé. É como encaro a vida. Nada mudará o passado, nem o meu presente. Tenho que pensar é no futuro, sempre…. Saio na tempestade, sem guarda-chuva, sentindo os pingos no rosto, me enchendo de forças. Descobrindo que a chuva é uma benção, é linda!

Ouvi em uma musica de Nando Reis hoje a frase: “O que você está dizendo? Milhões de frases sem nenhuma cor!”Claro, tirando um pouco do contexto da música, de que cor estamos enxergando nosso mundo hoje? Eu, mais do que ninguém, posso dizer que nem sempre conseguimos enxergar nosso mundo com cores alegres e vibrantes. As vezes enxergo meu mundo em tons escuros, com cores pesadas e sem vida. E quer saber? Acho que tudo bem! Não conheço ninguém que consiga ser positivo o tempo tempo. O que não podemos é deixar que isso tome conta de nossas vidas. Não podemos deixar que as cartelas de cores desapareçam e nos façam crer que só exista a cor que estamos sentindo no momento. Precisamos tentar enxergar outras cores, tentar absorver a energia boa das coisas, descobrir a cor da fé, do amor, a cor da própria felicidade. Desejo um milhão de frases com muita cor pra vocês
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *